terça-feira, 3 de maio de 2011

Filmes relacionados à educação

1900: Homo Sapiens, de Peter Cohen
A Corrente do Bem, de Mimi Leder.
A culpa é do Fidel, de Julie Gavras
A Educação da Pequena Árvore, de Richard Friedenberg.
A guerra dos botões, versão mais recente: Jonh Roberts como diretor. Versão anterior: Yves Robert.
A História Oficial, de Luis Puenzo.
A Invenção da Infância, de Liliana Sulzbach.
A Língua das Mariposas, de José Luis Cuerda.
A Maçã, de Samira Makhmalbaf.
A Onda, de Alex Grasshoff.
A Voz do Coração, de Christophe Barratier.
Abril Despedaçado, de Walter Salles.
Adeus Lênin, de Klapprath Christine Schorn.
Ao Mestre com Carinho, de James Clavell.
Aprovados, de Steve Pink.
Bom dia, de Yasujiro Ozu.
Crianças Invisíveis, coletivo de diretores, entre eles/as Kátia Lund e Spike Lee.
Elefante, de Gus Van Sant.
Entre os Muros da Escola, Laurent Cantet. Baixe o filme
Escola da Vida, de William Dear.
Filhos do Paraíso, de Majdi Majidi.
Granito de Areia, de Jill Friedberg.
Half Nelson, de Ryan Fleck
If..., de Lindsay Anderson.
Klass, de Ilmar Raag.
Machuca, de Andrés Wood.
Mandadayo, de Akira Kurosawa.
Mentes Perigosas, de John N. Smith.
Mentes que brilham, de Jodie Foster.
Minha vida em cor-de-rosa, de Alain Berliner.
Narradores de Javé, de Eliane Caffé
Nascidos em Bordéis, Ross Kauffman.
Nenhum a Menos, de Zhang Yimou
O Carteiro e o Poeta, de Michael Radford.
O Clube do Imperador, de Michael Hoffman
O Jarro, de Ebrahim Foruzesh
O nó na garganta, de Neil Jordan.
O Sorriso de Monalisa, de Mike Newell.
Olhos Azuis, de Jane Elliott
Onde mora meu amigo, Abbas Kiarostami.
Onde sonham as formigas verdes, Werner Herzog.
Os Contos Proibidos de Marquês de Sade, de Philip Kaufman.
Os incompreendidos, de François Truffaut.
Pequenas Flores Vermelhas, de Zhang Yuan.
Perfume de Mulher, de Martin Brest.
Pro Dia Nascer Feliz, de João Jardim.
Procurando Forrester, de Gus Van Sant
Quando Tudo Começa, de Bertrand Tarvenier.
Ser e Ter, de Nicolas Philibert.
Sociedade dos Poetas Mortos, de Peter Weir.
Tartarugas podem Voar, de Bahman Ghobadi.
The Edukators, de Hans Weingartner.
The Wall, de Alan Parker.
Uma mente brilhante, Ron Howard.
Um Tira no Jardim de Infância, de Ivan Reitman.
Vermelho como Céu, de Cristiano Bortone.
Vier Minuten, de Crhis Kraus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário